Dica Do Tuguinho

Há duas coisas que precisas de saber levantar sem medo: A cabeça e o dedo do meio.

- Tuguinho

consolidar creditos

No LibertyTuga os artigos costumam ser direccionados para o divertimento, hoje resolvi escrever um artigo sobre a actualidade, este é um artigo de opinião mas também de informação, já que vou falar de algumas ferramentas e recursos para resolver um problema da sociedade portuguesa, desde já quero deixar claro que não sou nenhum especialista na matéria, estou a escrever mediante a informação que encontrei na Internet e derivada da experiência pessoal que tive.

A nossa economia vai de mal a pior, estamos perante uma grave crise com medidas de austeridade muito fortes, nos últimos tempos as noticias sobre o aumento de IVA, taxas e afins são regulares, Portugal esta com um grande buraco financeiro que terá que ser resolvido, precisamos de ir buscar dinheiro a algum lado, a forma mais imediata é aumentar os encargos dos contribuintes, a carga fiscal em Portugal disparou nos últimos tempos, o que levou a uma redução muito significativa do poder de compra.

Quando não temos capacidade financeira (poder de compra) e precisamos de bens/serviços sejam eles um electrodoméstico/ a reparação de um fogão ou situações idênticas precisamos de dinheiro, se não temos dinheiro para pagar temos uma alternativa à disposição: o crédito!

Maior parte das pessoas precisam ao longo da vida de obter vários créditos, seja para adquirir uma casa/carro ou outro tipo de bens, precisamos de recorrer a créditos pois não temos “dinheiro na mão”. Desengane-se quem pensa que pedir um crédito é mau, pelo contrário é um instrumento que dispomos, é claro que deve ser utilizado de modo racional, quando se obtêm um crédito está-se a assumir um compromisso serio protegido por um contrato.

Agora vamos enfrentar o problema: sobreendividamento!

Quando temos vários créditos com intuições financeiras provavelmente os créditos ocupam uma boa percentagem dos nossos rendimentos, se a vida correr mal e surgir algum imprevisto é muito fácil ficar sobreendividado, basta reflectir sobre estes 2 exemplos (fictícios) de uma família e de um jovem.

O Sr. Emanuel possui um emprego como comercial numa empresa e ganha mensalmente 800€, a Srª Isabel trabalha na linha de produção e tem um rendimento mensal de 600€, neste momento pagam 430€ de habitação, 270€ de um crédito automóvel, com 2 filhos a estudar as despesas são consideráveis. Imaginemos que o Sr. Emanuel é despedido, com um subsídio de desemprego inferior ao seu salário será muito difícil pagar os seus créditos e sustentar os 2 filhos.

O Francisco, com 23 anos, licenciado encontra-se a trabalhar há 2 anos, encontra-se a pagar um crédito universitário e a prestação de um carro, os créditos totalizam 600€, o Francisco ganha 900€ e vive com os pais, devido à redução de trabalhadores na empresa onde trabalha é despedido ficando sem rendimentos e com uma divida mensal de 600€.

Um imprevisto pode mudar uma vida, na minha opinião o desemprego deve ser a principal causa do sobreendividamento, agora é altura de tentar resolver este problema.

A Solução: Crédito Consolidado!

Chegamos ao objectivo do artigo, falar sobre um crédito específico, o credito consolidado consiste em alargar o prazo de pagamento das prestações para obter uma prestação mensal mais reduzida, isto é, se aumentar o prazo de pagamento vamos ter que pagar mais mensalidades mas com um valor menor, para explicar segue um exemplo

Caso Pratico:

Imaginemos que possuo uma divida de 67 200€ e tenho que a pagar em 8 anos (67 200/ 96 meses = 700) mensalmente pago 700€ por mês, se conseguir alargar o prazo de pagamento para o dobro, 16 anos posso obter uma mensalidade a rondar os 350€.

Se conseguisse consolidar os meus créditos e poupar 50% como no caso anterior provavelmente ficaria com uma vida mais financeira mais estável, este é o objectivo do crédito consolidado.

Vantagens de consolidar créditos

– Redução de credores: Quando subscrevermos vários créditos como automóvel, habitação, ferias, pessoal vamos receber cartas dos vários bancos/empresas financeiras, a partir do momento que consolidar os seus créditos assume um compromisso apenas com uma instituição financeira, como tal vai comunicar apenas com 1 credor facilitando a organização dos seus créditos.

– Prestação mensal reduzida: Algumas empresas de crédito consolidado afirmam que a prestação pode ser reduzida até 60%.

– Prazos de pagamento: Pode negociar mediante as exigências da instituição financeira que consolidar os seus créditos o prazo de pagamento.

Desvantagens de consolidar créditos

– Resolver problemas de crédito com outro crédito – Dá que pensar estamos a tentar pagar as nossas dívidas e para resolvermos esse problema vamos ter que fazer outro credito mas se não conseguir obter dinheiro de outra forma, o credito consolidado é mesmo a solução!

– Menor poder de negociação se não tiver crédito hipotecário: Podia ter referido este aspecto nas vantagens mas prefiro referir que se não tiver credito hipotecário vai enfrentar algumas dificuldades na negociação pois se não possuir um imóvel é menos uma garantia que vai dar à instituição financeira, os créditos hipotecarias costumam ser de longo prazo, se conseguisse juntar os seus outros créditos a esse obteria uma prestação mensal muito baixa.

– Juros Elevados: Quando consolida os seus créditos esta a poupar mensalmente mas a longo prazo paga em juros.

Fase final: Simulação

Quando vamos comprar um bem/servido devemos estar munidos de muita informação para efectuarmos comparações e alcançar a melhor proposta, no crédito consolidado também se aplica, informação é poder.

Existem listas com simuladores de credito consolidado para o ajudar, sendo assim, aconselho que faca propostas a varias empresas e encontre a melhor solução para si.

3 Conselhos para uma boa gestão dos seus créditos:

– Elaborar um orçamento mensal e anual com objectivos e para organizar e controlar todas as suas despesas.
–  Sempre que surja uma oportunidade tente economizar algum dinheiro, assim não será apanhado de surpresa caso surja algum imprevisto.
– Os especialistas em créditos defendem que o total das prestações não deve ultrapassar 30 a 40% do seu rendimento mensal.

 

  • Partilhar

Fascinado pela Internet, gosto de tudo o que é relacionado com blogs, gostava de me formar em marketing, no futuro gostava ser webmaster ou marketeer.

Com um total de 36 posts.

Comenta com força que é de graça!