Dica Do Tuguinho

Há duas coisas que precisas de saber levantar sem medo: A cabeça e o dedo do meio.

- Tuguinho

Um jovem recruta pertencente à Marinha Portuguesa foi agredido por um grupo de colegas, também recrutas, numa camarata.
Tudo se passou a Agosto de 2010, numa base militar para fuzileiros no Barreiro, mas só agora foi tornado público através da divulgação de um vídeo que os próprios agressores filmaram.

Agressores esses, com idades compreendidas entre os 18 e os 21 anos, que tinham o objectivo de fazer (ou pelo menos obrigar) com que o jovem recruta fosse dormir no chão, debaixo de beliches.

A mesma fonte do vídeo, anónima, garante que a violência contra o jovem foi constante durante três meses.

A Marinha confirmou posteriormente as agressões e garantiu que foi aberto um processo disciplinar a três dos seis agressores, que foram condenados a cinco dias sem sair da base militar. Tal castigo que ainda não foi cumprido, devido aos agressores terem recorrido dessa mesma decisão.

Mais um caso chocante, publicado em vídeo, que mostra o que a sociedade não vê nas instituições militares Portuguesas.

  • Partilhar

Rapaz de 18 anos cuja paixão é os computadores e a Internet. Ok, um pouco "geek", mas tenho gosto por quase tudo. Tenciono ser Engº Informático.

Com um total de 8 posts.

2 Comentários

  1. 2 de Junho de 2011 ás 21:42

    Mais uma vez, isto é normal, seja na tropa, seja onde for, neste caso a única diferença é, que filmaram.

  2. NKT
    2 de Junho de 2011 ás 21:46

    Apesar de que quem gravou o vídeo pode ser castigado, só assim é que estas coisas saiem cá para fora, para o senso comum.

Comenta com força que é de graça!