Dica Do Tuguinho

Uma dica para o teu ex namorado não divulgar vídeos com voces a fazer sexo: Não graves vídeos a fazer sexo.

- Tuguinho

jovem-divida-engano

No artigo de hoje, venho dar a conhecer uma situação que envergonha o nosso País.

Podia estar aqui a descrever a situação, mas nada melhor do que a notícia do Jornal de Notícias:

Um menor de Lousada anda há quatro anos a ser indiciado pela Segurança Social para pagar uma dívida, de cerca de 22 mil euros, de um homem que vive em Almada e que tem o mesmo nome que o dele. O rapaz é hoje ouvido na Segurança Social do Porto.

João Miguel Ferreira Valadares, residente em Nespereira (Lousada), de 17 anos, está intimado, hoje à tarde, a prestar declarações sobre a dívida que até a data não pagou, nas instalações da  Segurança Social, no Porto.

O “pesadelo” na casa de João Miguel começou a 10 de Setembro de 2006, quando a Segurança Social  enviou ao rapaz, então com 13 anos, uma carta com uma conta para pagar no valor de 22.228, 29 euros. A mãe, Cristina Alves, 37 anos, contou, ao JN, que apanhou “um grande susto” quando se deparou com o valor da dívida, mas logo percebeu “que só podia tratar-se de um engano”.

No entanto, Cristina Alves longe estava de imaginar que “um simples erro se tornaria numa grande dor de cabeça, que já dura há quatro anos, e sem fim à vista”.

“Mal o João recebeu a primeira carta, falei com a minha contabilista para me ajudar a tratar do assunto”, disse a mãe do rapaz, que ficou a saber que existia um homem, de 47 anos, com o mesmo nome que o seu filho e o mesmo número de beneficiário da Segurança Social”.

“Reuni toda a documentação, com fotocópia do bilhete de identidade do João, certidão de nascimento e até a morada onde vivia o devedor, em Almada, e enviei tudo para a Segurança Social”, explicou Cristina.

Todavia, na mesma altura, chegaram a casa de o rapaz mais duas cartas a avisar que o menor tinha mais dívidas: uma de 62.040,29 euros de  ter deixado de pagar um empréstimo bancário e outra de uma empresa de telecomunicações, no valor de 5.571,05 euros.

Cristina voltou a reunir documentos e enviou para as devidas entidades. “Responderam-me e até me pediram desculpa pelo engano”, confirmou a mãe de João.  Apenas a Segurança Social continuou a mandar missivas com o valor da dívida para pagar.

” Ninguém imagina o pesadelo que é não conseguir que a Segurança Social perceba que eu, com apenas 13 anos, não podia ter tamanhas dívidas”, desabafou João Miguel, agora com 17 anos.

De acordo com a mãe do rapaz, “durante três anos a Segurança Social deixou de enviar cartas” e até pensou que, “finalmente tinham resolvido o problema”.

Só que a 23 de Dezembro de 2009, João Miguel foi intimado a ir a julgamento num tribunal, em Lisboa. “Como não tínhamos dinheiro para a viagem (vivemos do Rendimento Mínimo de Inserção), o João não compareceu e foi julgado à revelia, obrigando-o a pagar a dívida às prestações”, confirmou, angustiada, a mãe.

Cristina pediu ajuda ao Ministério Público de Lousada para lhe disponibilizarem um advogado, que até à data não foi indicado.

No passado domingo, a GNR intimou o rapaz a comparecer no quartel. “Quando olharam para mim, começaram a rir-se, porque perceberam que eu não podia ter, tantas dívidas com esta idade”, sublinhou João Miguel.

O JN pediu um esclarecimento à Segurança Social, que não respondeu em tempo útil.

Sobre isto só tenho a dizer uma coisa vergonhoso, como é possível existir duas pessoas com o mesmo número de segurança social? E o pior é não perceberem que um jovem com aquela idade era impossível ter tamanha dívida. A saga continua e parece não ter fim à vista.

Qual a tua opinião sobre este assunto?

  • Partilhar

Sou apaixonado por computadores e telemóveis. Tenho alguns sites na internet e juntei-me ao LibertyTuga para dar o meu contributo.

Com um total de 4 posts.

5 Comentários

  1. Nuno
    30 de Novembro de 2010 ás 18:53

    O problema é que, quando atingir a maioridade, e se a coisa não tiver resolvida, o problema pode tornar-se bem mais grave!

  2. 1 de Dezembro de 2010 ás 21:03

    Concordo com o Nuno, o rapaz ainda se vai ver bem aflito com isto ;s é uma vergonha!

  3. Pedro Santos
    2 de Dezembro de 2010 ás 15:07

    Olá,

    Encontrei este site através de um anúncio numa radio e vim ca! Este artigo reflecte o nosso país, infelizmente.
    Ainda ontem ligaram-me para um inquérito e perguntaram se ia votar e acreditava na política de Portugal e eu respondi com um “grande” não! Isto está para os espertos, mais nada

    Muito bem escrito, parabéns!

  4. 3 de Dezembro de 2010 ás 21:50

    Só mostra a falta de organização do nosso país.
    Só resta desejar boa sorte para que o rapaz não fique com uma divida aos 18…

  5. bruno valadares
    4 de Fevereiro de 2011 ás 22:39

    este miudo é meu irmao e ja saio do problema e estou mt cntente

Comenta com força que é de graça!