Dica Do Tuguinho

Nunca mandes ninguem que odeias para o inferno. Quando morreres, vais estar com eles por lá.

- Tuguinho

Este artigo foi escrito pela Cristiana Braga e peço a todos que dêem a sua opinião quanto ao mesmo.

homossexualidade

Primeiramente, uma olhadela ao significado de “homossexual” no dicionário. Está escrito então «que diz respeito a actos sexuais entre indivíduos do mesmo sexo; indivíduo que pratica esses actos». Só por aqui já me leva a interrogar, “Se um homossexual é isto, então um heterossexual é uma pessoa que pratica sexo com indivíduos do sexo oposto?”. Então e o lado afectivo e emocional? Creio que talvez quem inventou esta definição no dicionário fosse homem (xD), é que são eles os mais virados para o lado físico da questão. Embora sim, também tenham sentimentos e também haja mulheres mais viradas para a acção propriamente dita. Mas, é importante referir que um homossexual não apresenta só desejo carnal pelo indivíduo do mesmo sexo, mas sim, também ostenta em si grande afectividade pelo mesmo. Uma coisa importante será não confundir gays e lésbicas (homossexuais) com transexuais, andrógenos, travestis e transformistas (transgenders). Os primeiros referem-se à orientação sexual e os segundos à identidade do género do indivíduo.

Se se pensa que os homossexuais são mais tarados pelo sexo, desenganemo-nos. Na verdade, a única diferença entre homossexuais e heterossexuais é apenas a orientação, mas depois, no que toca a todo o conjunto de sentimentos que possamos ter por outra pessoa (o desejo, a atracção física, a afectividade, todo o amor que uma pessoa pode criar) está presente em ambas as orientações sexuais. Assim sendo, essa ideia é errada.
Quanto ao facto de a homossexualidade ser um Distúrbio Mental, a APA (American Psychiatric Association) chegou à conclusão, em 1973, de que a homossexualidade é apenas uma variante sexual.
Será que vocês mesmos conhecem homossexuais? É possível! Há muita gente que acha que os vê bem à distância, mas a verdade é que nem todos são reconhecíveis. Quando menos esperarem, poderão estar na presença de um gay ou lésbica sem que vos venha sequer à ideia essa questão.

“Mitos”

-Nas relações homossexuais um ou uma faz o papel de mulher e o outro ou a outra de homem.

Mentira. Nas relações homossexuais os parceiros partilham mutuamente os papéis que a natureza lhes conferiu. Isto quer dizer que nenhum finge ser do sexo oposto. Apenas há é alguns casos em que um/a dos parceiros/as é mais feminino/a que o/a outro/a.

-Os homossexuais sentem-se atraídos por todos os indivíduos do mesmo sexo.

Mentira. Não basta que a pessoa seja do mesmo sexo. Os homossexuais têm critérios de escolha do parceiro tão exigentes como os heterossexuais.

-O facto de haver cada vez mais informação sobre isto faz com que haja cada vez mais pessoas a tornarem-se homossexuais.

Mentira. O que acontece é que as pessoas que já se tinham apercebido dessa sua orientação sexual diferente ganham coragem para se assumirem.

-Uma pessoa é homossexual porque não consegue relacionar-se com os indivíduos do sexo oposto.

Mentira. A homossexualidade não tem nada a ver com as capacidades de atrair o sexo oposto. Tem a ver com o facto de os homossexuais se interessarem por pessoas do mesmo sexo.

Como encarar a homossexualidade…

Cada qual deve olhar por si. Todos têm direito a ter uma identidade e a fazerem dela o que mais felicidade lhes proporcionar. Não devemos, por isso, ter preconceito em relação à homossexualidade, mas também não devemos deixar que eles tomem conta da Humanidade. A Homossexualidade, embora perante os estudos feitos não seja anormal, é, de facto, uma coisa não tão comum como a heterossexualidade. Vendo por outro prisma, a verdade é que duas pessoas do mesmo sexo não se podem reproduzir. Desta forma, se todos nos tornássemos homossexuais, ou nem que fosse a maioria, isso traria-nos um grande problema (dependendo do ponto de vista). Se queremos acabar com a espécie humana então a homossexualidade é um bom caminho, mas se, por outro lado, queremos manter-nos e/ou aumentar o número de indivíduos então certamente que a homossexualidade é um problema se esta aumentar ao longo dos anos. Deixemos as pessoas viverem à sua maneira e serem felizes. Porém, no que toca ao envolvimento de terceiros, a homossexualidade não deve passar despercebida. Não podemos deixar que se igualem a toda a sociedade porque, de facto, eles apresentam uma diferença que é crucial. É normal que os homossexuais possam querer ter filhos, assim como os heterossexuais, mas eles não podem ter filhos por eles próprios. Há a “solução” de adoptá-los, mas será isto bom ou correcto? Toda a gente sabe que o preconceito pela homossexualidade não está de todo ultrapassado, assim sendo, seria péssimo uma criança “tornar-se filha” de um casal de gays ou lésbicas pois iria ser gozada ou ridicularizada por uma determinada parte da sociedade. Esse aspecto é muito importante na vida da criança e pode afectá-la emocionalmente para o resto da vida. Isto é apenas um factor contra a adopção de menores por parte dos homossexuais.

Passemos à religião. Haverão, decerto, muitos gays e lésbicas que até são católicos e que pretendem casar-se pela igreja, mas quem casa pela igreja tem convicções religiosas (ou deveria ter, mas isso já é outra questão) e por isso, deveria ter em consciência uma coisa que diz na bíblia «uni-vos e multiplicai-vos» ou é «amai-vos e multiplicai-vos». Não é possível haver reprodução através de apenas dois homens ou apenas duas mulheres. Não nos podemos multiplicar. Só por aqui, os homossexuais que se querem casar pela igreja já não estão a ir de acordo com as crenças associadas à sua religião.

Finalmente, respeitem o próximo, cada qual é como tiver que ser. Não façam aos outros o que não gostam que façam a vocês. Mas também não sejam demasiado conformados com tudo o que vos aparece à frente. É preciso saber ser correcto enquanto cidadão e enquanto pessoa. Ou seja, respeitem o outro mas tenham também em conta o vosso ser, a vossa opinião.

  • Partilhar

Sou o criador do LibertyTuga e também um rapazinho de 24 anos, iniciante em web-development e web-design. Podes me seguir no Twitter ou entrar em contacto comigo no msn ou por email.

Com um total de 940 posts.

11 Comentários

  1. 30 de Março de 2010 ás 15:47

    Tou de acordo com que cada um faz o que quiser, não tenho nada a ver com isso. Mas também estou de acordo de que a adopção não pode ser permitida!! a criança não tem escolha… Por isso acho estúpido quem permite isso!

    Quanto ai casamento pela Igreja também não acho que devesse ser permitido, mas isso pronto, tass bem…

  2. […] This post was mentioned on Twitter by Pedro Lopes (ORiOn). Pedro Lopes (ORiOn) said: A Homossexualidade Perante a Sociedade – http://tinyurl.com/yeufxoj (via @LibertyTuga) […]

  3. 30 de Março de 2010 ás 16:16

    A Homossexualidade ainda é vista como uma diferença, quando na minha opinião deveria ser vista simplesmente como uma opção !

    Desde muito nova convivi com pessoas no meu seio familiar, que são homossexuais, e talvez isso fez-me ver as coisas de outra forma. Mas a grande diferença que eu senti foi numa conversa com essa mesma pessoa, onde me demonstrava as dificuldades e os “senãos” deste tipo de relação, e depois visitei uma das capitais europeias mais cosmopolitas e percebi que não existe um olhar diferente por ver dois homens (ou duas mulheres) de mãos dadas ou abraçados a apreciar o por do sol.

    Em termos de mentalidades, Portugal está limitado, e será precisos centenas de anos para que essa mentalidade mude.

  4. Tobito
    30 de Março de 2010 ás 17:44

    @ORiOn: Pelo teu raciocínio também não deveria ser permitida a adopção por parte de casais heterossexuais, porque a criança também não tem escolha.

  5. 30 de Março de 2010 ás 18:10

    @Tobito: Não tem nada a ver! Lê o artigo e já vais perceber…

  6. Tobito
    30 de Março de 2010 ás 19:16

    Estás a dizer que és contra a adopção porque as crianças são, mais tarde, ridicularizadas? Os homossexuais não têm de seguir regras diferentes da sociedade, mas sim as pessoas que “olham de lado” devem mudar de mentalidade.

    citação: [Desta forma, se todos nos tornássemos homossexuais, ou nem que fosse a maioria, isso traria-nos um grande problema (dependendo do ponto de vista). Se queremos acabar com a espécie humana então a homossexualidade é um bom caminho, mas se, por outro lado, queremos manter-nos e/ou aumentar o número de indivíduos então certamente que a homossexualidade é um problema se esta aumentar ao longo dos anos.]

    Acho que este segmento foi infeliz, mas percebo o que a rapariga quer dizer. Na minha opinião a homossexualidade não aumenta nem diminui, ela sempre existiu ao longo da história e independentemente da espécie. O que está a acontecer é um aumento na quantidade de homossexuais assumidos, que se deve à maior aceitação que as pessoas (no geral) têm demonstrado. Claro que tudo depende do país, da comunidade e das próprias pessoas.

  7. 30 de Março de 2010 ás 20:44

    @Tobito: e achas normal a homossexualidade? Simplesmente não é! Cada um faz o que quer, e ninguém tem nada a ver com isso, mas não me venham dizer para pensar na homossexualidade como algo normal porque não é!

    Ai está, as pessoas ainda não encaram bem a homossexualidade, e os putos depois é que pagam, que primeiro já são adoptados o que é mau(num sentido) para eles depois ter dois pais, coitados, enquanto que eles vê os outros com mãe, vai ficar sem saber o que é uma mãe!!!

    E isto não vai mudar tão cedo, isso te garanto, e dizerem que em Portugal é mais atrasado que nos outros países é uma estupidez, se calhar ainda estamos mais avançados que muitos, incluído a América!!!!!! A maior parte dos estados na América ainda não encara a homossexualidade bem, mesmo que seja legal o casamento!

    Aqui na Suíça MUITO pior! Sim, em termos de leis tá bem, mas na Sociedade ser gay é mau, aqui como em todos os países!!!

  8. João Oliveira
    30 de Março de 2010 ás 23:04

    @ORiOn: Porque é que a homossexualidade é anormal se acontece na natureza desde que esta existe? Achas que o homem é o único? Quem acha que a homossexualidade é anormal são pessoas prepotentes e egoístas que se acham superiores.

  9. 31 de Março de 2010 ás 11:50

    Não era a minha intenção insultar ninguém, como já disse, não tenho NADA contra a homossexualidade, mas sim, sou contra a adopção, pelo menos enquanto as pessoas a encararem mal a homossexualidade. Se calhar daqui a uns anos vai ser diferente (o que duvido), mas por enquanto não…

    E não queria dizer que ser homossexual era anormal, não era essa a minha intenção… Mas tendes de estar de acordo comigo que o normal é ser um marido e uma mulher, foi assim que tudo começou, para quem acredita na religião ou na ciência!

    Peço desculpa se insultei alguém! :/

  10. 28 de Junho de 2011 ás 3:12

    naturalmente,a heterossexualidae é uma hierarquia´poi os homosexuais nascem da heteroafetividade.

  11. ádila
    29 de Outubro de 2012 ás 20:52

    Talvez minha opinião seja diferente da maioria, particularmente, não me considero preconceituosa, só penso que a sociedade está abrindo muito espaço para a homossexualidade e até incluindo a questão de adoção de crianças. O problema é que sabemos que o relacionamento heterossexual não vai bem das pernas. Apesar de toda dificuldade que existia nos anos 60, romantismo, amor entre as pessoas do sexo oposto existia, tanto que vemos casais de velhinhos juntos até hoje. Podemos falar desse romantismo hoje? Não, porque muitos acham isso coisa de gente careta. Se homens e mulheres não fossem importantes um para o outro, porque nas relações homossexuais, precisa que um seja o homem e o outro a mulher. Taí a televisão para dizer, isso mostra que existe um laço entre os dois. E o que parece é que as pessoas passam por cima disso como se um não precisasse do outro, não se trabalha a questão, o que está havendo com o homem e a mulher? Porque essa dificuldade de se relacionar? Uma criança precisa do amor do pai e da mãe. É verdade que existem pai e mãe que não estão tratando bem seus filhos, além da falta de interação correta entre ambos estão passando isso para os filhos, mas é uma situação que precisa ser investigada, para saber as causas com urgência. A criança precisa do amor do pai e da mãe. Mesmo um homem tendo um jeito feminino ou a mulher, um jeito masculino. São apenas homens e mulheres. As dificuldades no relacionamento hétero existem e não são poucas, porém não se estudam as causas, apenas um forte incentivo, “o importante é ser feliz”. O que estão criando é um certo distanciamento, entre homem e mulher.Eu concordo com o meu professor,ex seminarista, a mulher é para ser amada. E também para amar. Todo ser humano precisa de amor. Mesmo que não descubramos as respostas, mas é preciso se questionar: O que está havendo com o homem e com a mulher de hoje?Qual a razão para haver este desejo de um querer fazer o papel do outro?Quando na verdade ambos poderiam se complementar.Minha intenção não é ferir ninguém.Eu só tenho uma forma de pensar diferente.

Comenta com força que é de graça!